Mensagens

A mostrar mensagens de Dezembro, 2009

"Quero..."

Imagem
"2009 está a chegar ao fim...2009 foi um ano muito marcante na minha vida, um ano de muita aprendizagem, de novas descobertas, de grandes revelações. Um ano que me marcou imenso de uma forma mais negativa do que eu estava à espera. Neste ano quero deixar todas as coisas menos positivas, abandona-las de vez, dar-lhe o rumo que tanto merecem. De 2009 vou guardar grandes e eternas recordações, grandes momentos, lindas pessoas que tenho na minha vida, os verdadeiros amigos, as pessoas que me fazem sorrir, que me preenchem o coração por dentro, vou guardar a beleza das coisas mais sublimes, mas verdadeiras que vivi, vou guardar o que é digno de ser guardado!

Não quero, de forma alguma, arrastar as coisas que me magoaram ou me feriram a alma para este ano que não tarda a chegar, porque essas coisas têm o valor que têm, e afinal não me servem de nada, não me enaltecem, não me orgulham, apenas e só me fizeram crescer e ser mais eu.

Em 2010 espero continuar a viver como nestes últimos meses…

1/12/09

Imagem
Oi,
aqui estou eu outra vez a escrever para ti. E começo por te agradecer por teres sido sincero comigo e que me tenhas contado que gostavas de outro alguém antes de agires, isso mostra que continuas a preocupar-te comigo e segundo tu serei sempre especial e sempre sentistes (e continuas a sentir) grande confiança em mim.
Gostei de saber que te preocupas com o meu sofrimento e quizeste diminui-lo dizendo antes que descobrisse de outra maneira que me magoasse mais e, afirmando nunca teres querido enganar-me nem usado.
Fizeste-me perceber que afinal tava certa em "meter as mãos no fogo" por ti.
Só espero que sejas feliz =).

beijos,
Pequena Amadora

Oferecido por That Love =D

Imagem
Este selo-prémio tem as seguintes regras:
"Citar uma frase, titulo, historia sobre os seguintes seis temas:
vida, cinema, literatura, viagem, amor e sexo.
Ofereçer e convidar blogs que você realmente acha femininos e inteligentes."

Vida: "Se vale a pena viver e se a morte faz parte da vida, então, morrer também vale a pena..." -> Inmanuel Kant
Cinema: "O cinema não tem fronteiras nem limites. É um fluxo constante de sonho." -> Orson Welles
Literatura: "A literatura não permite caminhar, mas permite respirar." -> Roland Barthes
Viagem: "Para viajar basta existir" -> Fernando Pessoa
Amor: "Amor, uma perigosa doença mental" -> Platão
Sexo: "Amor é prosa, sexo é poesia." -> Arlando Jabor

Entrego este selo a:
-> Silêncio prateado -> O futuro!!! -> D'um detalhe -> Crazy
-> Desabafos [!]
-> Descreve-me
Imagem
Desafio oferecido pelo Blog That Love.


Para partecipar neste desafio é necessário:
1. Seguir as regras;
2. Levar o selo acima que identifica quem está. esteve ou estará no desafio;
3. Completar as seguintes frases:


- Eu já...fui muito ingenua;
- Eu nunca...deveria ter-me entregado =X
- Eu sei...que às vezes erro =(
- Eu quero...ser independente =P
- Eu sonho...muito alto =/


4. Desafio destinados a todos.

vazio

Imagem
Dou por mim a vaguear pela casa, como um corpo sem alma, sem orientação, sem coração -VAZIO...
Fora deste quarto, desta casa, um corpo que se finge preenchido, sempre de grande sorriso na cara como se fosse a pessoa mais feliz do mundo. Mas essa alegria fingida só serve para parecer forte em frente dos que não quero preocupar ou dos que estão em situação identica para lhes inspirar a confiança e força que não tenho. Tento aguentar-me recorrendo à música e ao carinho dos outros, quando isso nao ajuda recorro a um pequeno corpo que vicia e que muitos faz partir (sim recorro ao conhecido cigarro) ou a uma tabelete de chocolate (que às vezes parece que piora).
À noite, nestas alturas, este quarto aparenta ser tão frio e gélido, deito-me na cama agarrando a almofada e começando a chorar, a odiar-me, por vezes a odiar a minha vida. Sinto-me prestes a cair novamente pois, ando aos coxeios e aos coxeios, me tento aguentar. Às vezes pergunto-me de que vale uma vida sem o amor que faz o meu sangu…

14/11/09

Imagem
Olá,
é a primeira carta que te escrevo e nem sei bem como começar...
Há 5 meses (mais ou menos) que a nossa relação acabou. Durante um tempo andei a bater com a cabeça nas paredes, senti-me bater no fundo, senti-me chegar mesmo ao fim da linha, só me apetecia desaparecer, morrer, cortar-m e sei lá mais o quê.
Mas consegui recuperar graças à ajuda dos amigos, não uns amigos quaisquer mas sim os verdadeiros, foram eles que me conseguiram levantar.
Agora sim, sinto-me solta, livre e que consigo respirar como deve ser sem ti embora me sinta incompleta sem os teus abraços, os teus beijos, sem o teu perfume, sem o teu olhar, sem tudo o que vem de ti...
Para concluir esta carta,

Adoro-te mais que tudo
beijos, Pequena Amadora