Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2009

Fim de um "tradicional" romance

Imagem
O disco de vinil tocou durante semanas ao som das doces palavras do homem mais velho, a menina a quem ele chamava de pitinha e criança estava a viver um dos seus maiores sonhos de infância, ser amada e sentir-se protegida por algem do sexo oposto, mas, ultimamente o disco de vinil já tocava com alguns riscos e o som das doces palavras suava agora diferente. Houve um afastamento a pedido do homem mais velho, segundo ele devido a atitudes acriançadas em que algumas mostravam falta de confiança da parte da menina . Ela lhe deu esse afastamento pensando sempre que o disco de vinil ia tocar como antes mas, passaram dias, e a cada dia que passava a menina ficava mais ansiosa pela resposta do amado. Ele nao lhe falou nada sobre tal até, que a menina se fartou de tal situação e pôs um fim à história, pelo menos até o homem mais velho se decidir. Desde esse dia, a menina e o homem mais velho mal se contactam e nunca mais se viram.
E assim, o sonho de infância da menina foi destruído, o seu peq…

"enquanto durar, é ir às nuvens e voltar."

Imagem
"É um clássico. Com todas as particularidades que lhe pertencem. Há drama, há paixão, risco, pecado, crime, há medo e muito, muito sabor. Pontos que cada vez mais se recolhem para as suas papilas gustativas. O sabor deste clássico tirado das telas de cinema sabe-lhe bem. Dançam noites foras, perdidos no luar que se sentou confortável na linha do horizonte. Toca o disco de vinil; nunca escutará antes este som. O amor pelo homem mais velho. Dois elementos que o mundo julga incompatíveis, como fogo e agua mergulhados numa bolha de sabão. Um enlouquecer de desejo mútuo. De primeiro grande amor a um e o apaixonar pela imaturidade doce de outro. Ainda está quente o sentimento, ainda não saiu do lume e há que ser cauteloso. O receio de perda é subconsciente. Ainda assim afirma felicidade. Porque tal como os desafinados também cantam, os clássicos também podem ser surpreendentes e tão, tão bons."


"à Vera, que ainda que esteja receosa, estou contente por ela." (textinho da ma…