.


Era uma vez uma menina que cresceu com os pais separados no entanto acreditava que o amor era um conto de fadas e que os seus pais apenas não eram crescidos o suficiente para se amarem como deve de ser.
A menina fez 16 anos de idade sem conhecer qualquer afecto ou amor verdadeiro para além do amor incondicional dos avós que a criaram desde  sempre. No entanto, ela continuou a acreditar que o amor iria acontecer na vida dela e que iria durar para sempre. Mais dois anos passaram e, após ter sido usada devido à sua ingenuidade apareceu alguém... Esse alguém fez com que esta confirmasse que amor era possível para ela e interminável tal como sempre acreditara. Infelizmente a menina, agora mulher, perdeu a esperança de amor interminável e entendeu coisas que anteriormente não tinha entendido antes. Os pais amaram-se mas talvez não no tempo certo. O amor é bem mais complicado do que parece. O amor que antes a enchia de alegria começou a deixá-la triste.


Conclusão: Entende quando o amor começa a morrer e procura soluções senão as encontrares aceita o facto de que o fim chegou. O amor não é eterno pois tudo o que começa tem o fim e nós temos duas opções: Ou aceitamos e custa menos ou não aceitamos e caímos num estado de depressão extremo...

Comentários

Mensagens populares deste blogue